Vem aí "Ciclo de Seminários Espaços em Público"

Especialistas do Brasil e Portugal discutem o espaço público, no CES - Universidade de Coimbra, Centro de Estudos Sociais.



De 26 a 28 de outubro de 2020, será realizado, no âmbito do CES – Centro de Estudos Sociais, Universidade de Coimbra, Portugal, o seminário Espaços em Público, em ambiente virtual, na plataforma Zoom. Participam pesquisadores de Portugal, Brasil e Argentina, em cinco sessões independentes, e complementares na abordagem do tema, na interação entre cultura, arquitetura e dinâmicas de ocupação e convivência, no contexto urbano. Entre os destaques, Danilo Santos de Miranda, do Sesc SP, Christine Greiner e Ciro Pirondi, do Brasil, Jorge Figueira e Nuno Grande e Jorge Maçãs de Carvalho, de Portugal. A organização é de Shirlei Torres Perez, pesquisadora em pós-doutorado, com colaboração de Gonçalo Moniz, ambos do CES.


Espaço público e ações em público, como administração da convivência e potencial de ativação. Cultura, relações de hierarquia e diversidade, arte, visibilidade e direito à cidade. Ocupação, práticas e convivência como possibilidade de uma educação política, nas dimensões do público e do individual. A busca de dignidade e de uma cidade solidária.


Seminário Espaços em Público


Os espaços públicos vão muito além de um local, de sua arquitetura, dos espaços criados e apropriados para o uso público, ou coletivo. Quando falamos do espaço público, nos referimos também às práticas e modos de ocupar esses espaços, em como se comporta a coletividade, em como uma comunidade de apropria de sua região, e de toda a cidade. Falamos de como os transportes desenham os caminhos possíveis, de como os muros, condomínios, edifícios, teatros e museus, os locais de trabalho perto ou longe de casa, influenciam a vida das pessoas e grupos, determinam onde podemos os precisamos estar presentes com mais facilidade ou interesse, e o que é quase inacessível. Ter acesso é ter maiores possibilidades.

As práticas culturais, a arte, as manifestações e greves, os grandes eventos, o turismo, e outras ações, podem dialogar com o uso dos espaços e com a circulação das pessoas, criando novas formas de ocupar a cidade e os locais. Assim como os espaços, como são pensados e construídos, onde se localizam, como podem ser ocupados e sua estrutura, dialogam e determinam, muitas vezes, a lógica de seu uso. Pensar tudo isso em conjunto nos leva a falar de visibilidade, de educação e valor social, e de como espaços e práticas podem tornar as cidades e a convivência mais amplas e diversas e solidárias, ou o contrário.


Essa é uma discussão atual, em momentos em que se discute ativamente a convivência nas redes e sua influência na vida comum, e em que voltamos a ocupar os espaços públicos e as ruas, precisando descobrir novas formas de convivência e de organização dos espaços de uso coletivo, escolas, cinemas, praça. Num momento em que a importância dos movimentos de rua está em foco, na busca de visibilidade, e em que o trabalho está muito relacionado a ter acesso, de diferentes modos.



Programação:

26/10 – Segunda-feira


14h – 15h30 (PT) 10h -11h30(BR)

Espaço público inclusivo

Gonçalo Canto Moniz (CES), Carolina Queiroga (FADU - UBA)

Comentário: Ana Pais (CET - FLUL)

17h00 – 18h30 (PT) 13h -14h30 (BR)

Políticas do corpo e dimensões da arte no contexto de crise 

Christine Greiner (PUC – SP)

Comentário:  José Maçãs de Carvalho (FCTUC)

27/10 – Terça-feira


14h – 15h30 (PT) 10h -11h30(BR)

Arquitetura, urbanidade e espaço público

Ciro Pirondi (Escola da Cidade)

Comentário: Jorge Figueira (CES)

28/10 – Quarta-feira


14h – 15h30 (PT) 10h -11h30(BR)

Visibilidade, cultura e presença como direito à cidade

Danielle Araujo (CES) e Daniel Teixeira (CEERT)

Comentário: Claudia Pato de Carvalho (CES)

17h00 – 18h30 (PT) 13h -14h30 (BR)

Cultura, arquitetura e acolhimento como programa

Danilo Santos de Miranda (SESC SP)

Comentário: Nuno Grande (CES)

Moderação: Shirlei Torres Perez (CES / SESCSP)


Confira o programa completo aqui.



O CES


O Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra é uma instituição científica dedicada à investigação e à formação avançada nas ciências sociais e nas humanidades, através de uma abordagem inter e transdisciplinar. O Ministério da Ciência atribuiu-lhe o estatuto de Laboratório Associado em 2002, reconhecendo o seu contributo para as políticas públicas, a formação avançada e a disseminação e partilha do conhecimento.


Minibios 

(Na ordem das falas)

Shirlei Torres Perez (CES / SESCSP) -  Pesquisadora em pós-doutorado no CES, Doutora e mestre em comunicação e semiótica pela PUC-SP; lato sensu em Sociologia do Lazer pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo; Bacharel em Teatro pela ECA-USP Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo; atua em curadoria, programação e projetos de cultura; assistente técnica no Sesc SP- Sesc Pinheros.

Gonçalo Canto Moniz (CES)Doutor e licenciado em Arquitetura pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, onde é professor. Coordena o projecto europeu URBiNAT "Healthy corridor as drivers of social housing neighbourhoods for the co-creation of social, environmental and marketable NBS", com 28 parceiros internacionais, pelo H2020.

Carolina Quiroga (FADU UBA) – Arquiteta e especialista em reabilitação e conservação de patrimônio, professora na FAU UB e FADU UBA, em Buenos Aires, Argentina; co-diretora do projeto El patrimonio arquitectónico del siglo 21 en Buenos Aires: el legado de Juan Chiogna e diretora do projeto Resiliencia, participación social y sostenibilidad como enfoques proyectuales estratégicos para la conservación del patrimonio urbano-arquitectónico.

Ana Pais (CET – FLUL) – pós- doutoranda em artes performativas, curadora e dramaturgista, pesquisa e organiza ações em espaços públicos; entre outros livros, organizou a antologia Performance na Esfera Pública, (ed. Orfeu Negro).

Christine Greiner PUC – SP - Livre docente e professora da PUC-São Paulo, jornalista, mestre e doutora em comunicação e semiótica, com pós-doutorado pela International Research Center for Japanese Studies, pós-doutorado pela New York University e pós-doutorado pela Universidade de Tóquio.

José Maçãs de Carvalho (DArq UC / FCTUC) - Doutor em Arte contemporânea, professor da faculdade de arquitetura de Coimbra e Colégio das Artes, pós-graduado em gestão de cultura em Macau, gestor de cultura, artista em fotografia e pesquisador. 

Ciro Pirondi (Escola da Cidade) - Doutor em arquitetura pela ETSA, Escola Politécnica da Catalunha, Barcelona. Fundador da Escola da Cidade. Diretor da FAEh- Fábrica Escola de Humanidades João Filgueiras Lima. 

Jorge Figueira (CES) - Arquiteto pela Universidade o Porto e Doutor pela Universidade de Coimbra com especialidade em teoria e história. Vice-presidente do conselho científico do CES, professor e autor de diversas publicações em arquitetura, com passagens por diferentes instituições, como o Colégio das Artes, FAU USP e Escola da Cidade.

Danielle Araujo (CES) - Doutora em Ciência Política pela Universidade Estadual de Campinas São Paulo (Brasil). Investigadora em pós-doutoramento no projeto POLITICS. Mestre em Ciência Política pela UNICAMP, graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Ceará.

Daniel Teixeira (CEERT) - Advogado e Diretor de Projetos do CEERT – Centro de Estudos das relações de Trabalho e Desigualdades, Brasil; graduado e especializado em Direitos Difusos e Coletivos pela PUC-SP; Foi Visiting Scholar da Faculdade de Direito da Universidade de Columbia,NY, e Fellow do Public Interest Law Institute, Budapeste.

Claudia Pato de Carvalho (CES) - Doutora em Sociologia e investigadora do CES no projeto ARTERIA, para o desenvolvimento de redes culturais e criação de projetos de intervenção artística. Membro do projeto CREATOUR, para o turismo criativo, coordena o projeto REDE ARTERIA, em parceria com o Teatrão.


Danilo Santos de Miranda (SESC SP) - Especialista em ação cultural, é diretor do SESC – Serviço Social do Comércio no Estado de São Paulo. É formado em Filosofia e Ciências Sociais. Atua como conselheiro em diversas entidades dentre as quais Fundação Itaú Cultural, Fundação Padre Anchieta, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Movimento Nossa São Paulo e como membro da Art for the World, com sede na Suíça.

Nuno Grande (CES) - Doutor em Arquitetura pela Universidade de Coimbra. Professor no Departamento de Arquitetura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, e Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto no curso de Doutoramento. Autor, curador e programador cultural, organizou exposições sobre Arquitetura Portuguesa em Portugal e no Brasil, atuou, entre outros, na Bienal de Veneza e Bienal de São Paulo.