Referência em teatro para bebês, Cia Zin faz mostra de repertório presencial em Teatros Municipais

Para entrada em todas as sessões, será exigido o comprovante de vacinação para os maiores de 12 anos

Foto: Divulgação


O teatro para a primeira infância, ou teatro para bebês, começou na Europa na década de 80. Ano após ano, essa vertente teatral ganha espaço visível em festivais e gera grupos de discussões. No Brasil, além de diversas produções, já é possível observar um conjunto de discussões específicas e um repertório de experiências sólidas.


No entanto, mesmo com a sua expansão, quando falamos de criação teatral para bebês, a primeira questão que se apresenta está relacionada à capacidade cognitiva deles, ou seja, a inevitável pergunta: “E, afinal de contas, os bebês entendem a peça a que assistem?” Para responder essa pergunta é preciso repensar o que nós consideramos entendimento: é preciso ter em mente que os bebês têm um modo singular de perceber o mundo.


Compreender algo não passa somente por uma esfera racional, o bebê percebe o mundo com o corpo todo, com sua sensibilidade e olhar inaugural de quem vê tudo pela primeira vez. Neste sentido, para criar seus trabalhos, a Cia Zin se dispõe a compreender as diferentes fases do bebê por diferentes perspectivas, tendo como base Piaget e Vygotsky. Além de compreender o desenvolvimento motor tendo como base a abordagem Pikler e a educação somática.



PROGRAMAÇÃO


TEATRO ARTHUR AZEVEDO


Foto: Divulgação


BA

Dias: 04 e 05 de Dezembro

Horário: às 11:00 e às 12:00

Local: Av. Paes de Barros, 955 - Alto da Mooca

Ingresso: Gratuito

Classificação: Livre


Sinopse:

Este experimento tem como proposta uma improvisação tendo como ponto de partida a pesquisa do livre brincar dos bebês. Acomodados sobre um espaço cênico de chão macio, deste cenário, saem objetos, como molas, tecidos e bolas com os quais os bebês são convidados a interagir a partir da livre iniciativa. A ideia é despertar a curiosidade e a interação com o espaço, o plano baixo e o movimento, aguçando a percepção, a criatividade e a experimentação de cada um dos bebês que neste trabalho são convidados a ocupar o espaço cênico.


A trilha deste experimento será executada ao vivo por Tatiana Polistchuk, a partir das "Bachianas”, de Villa Lobos, dialogando musicalmente com a movimentação da cena, convidando os bebês a improvisar.


FICHA TÉCNICA:

Direção artística: Elenira Peixoto

Direção: Gabriela Alcofa

Atriz criadora: Elenira Peixoto

Trilha ao vivo: Tatiana Polistchuk

Cenário e Figurino: Diogo Monteiro.

Concepção de luz e mapping: GIVVA

Vídeo: Eugenia Cecchini

Produção: Louise Bonassi

Realização: Cia Zin


TEATRO JOÃO CAETANO

Foto: Divulgação


LINHAS

Dias: 11 e 12 de Dezembro

Horário: às 16h

Local: R. Borges Lagoa, 650 - Vila Clementino,

Ingresso: Gratuito

Classificação: Livre


Sinopse:

“Linhas” é uma instalação performática da Cia Zin. Trazendo à cena diversos elementos que narram o desenvolvimento do desenho infantil por meio de um misto de teatro, dança e artes visuais, o grupo usa como referência os trabalhos manuais, como o crochê e o bordado, apresentando diversos elementos e criando um espaço, uma instalação transformando o cenário em um grande cubo sensorial.


Ficha Técnica:

Consultoria : Suzana Soares

Direção artística: Elenira Peixoto

Atrizes criadoras: Elenira Peixoto e Vitória Cortez Cohn

Trilha Original: Gustavo Vellutini

Supervisão de direção: Gabriela Alcofa e Leonardo Birche

Figurino: Atílio Bellini Vaz

Cenário: Ulisses Cohn

Adereços: Silvana Marcondes

Direção de iluminação : Rafael Burgath

Produção: Louise Bonassi

Realização: Cia Zin


TEATRO PAULO EIRÓ


Foto: Divulgação


O QUE EU SONHEI

Dias: 18 e 19 de Dezembro

Horário: às 11h

Local: Av. Adolfo Pinheiro, 765 - Santo Amaro

Ingresso: Gratuito

Classificação: Livre


Sinopse:

Concebido e elaborado para crianças pequenas e seus familiares, o espetáculo O Que eu Sonhei? faz um convite ao mundo dos sonhos. A peça, misto de teatro e dança, propõe uma abordagem sensível de ações cotidianas relacionadas ao adormecer. A linguagem verbal é substituída pela experiência sensorial, calcada na simplicidade dos gestos e na singularidade da criança que constrói seu entendimento do mundo.

Ficha Técnica:

Direção Artística: Elenira Peixoto

Criadoras: Elenira Peixoto e Fafi Prado.

Elenco: Elenira Peixoto e Vitória Cortez Cohn

Criação musical: Carolina Trevisan, Fábio Freire

Músico: Gustavo Vellutini

Cenografia e Figurinos: Marisa Rebollo.

Iluminação: Rafael Burgath.

Consultoria: Pediatra Carlos Eduardo Corrêa

Produção: Louise Bonassi

Realização: Cia Zin


Foto: Divulgação


CARA DE QUINTAL

Dias: 18 e 19 de Dezembro

Horário: às 16h

Local: Av. Adolfo Pinheiro, 765 - Santo Amaro

Ingresso: Gratuito

Classificação: Livre


Sinopse:

A instalação, montada ao ar livre, tem como referência o quintal como um palco de vivências sensoriais. Ao som de músicas tocadas ao vivo, o grupo instaura um espaço que valoriza a percepção, os movimentos e as explorações a partir de objetos de cena como bola, areia, caixas, tecidos e outros, que vão ganhando novos significados no contexto. O público é convidado a interagir com o próprio corpo modificando o espaço e sugerindo novos usos dos elementos interativos.

Ficha Técnica:

Direção Artística: Elenira Peixoto

Criadoras: Elenira Peixoto e Fafi Prado.

Elenco: Elenira Peixoto e Vitória Cortez Cohn

Criação musical: Carolina Trevisan, Fábio Freire

Músico: Gustavo Vellutini

Cenografia e Figurinos: Marisa Rebollo.

Iluminação: Rafael Burgath.

Consultoria: Pediatra Carlos Eduardo Corrêa

Produção: Louise Bonassi

Realização: Cia Zin


Para entrada em todas as sessões, será exigido o comprovante de vacinação para os maiores de 12 anos.