Pedro Kosovski ministra ateliê de escrita sobre memória e política a partir da lei da Anistia

A proposta da oficina é rememorar o passado como espécie de refúgio nesses tempos de incertezas.



No próximo final de semana acontece mais uma edição do Uma Dramaturgia, projeto do CPT_SESC em que dramaturgos ministram ateliês de escrita. O convidado da quinta edição é o dramaturgo, ator e diretor teatral Pedro Kosovski.


O ponto de partida do ateliê é a obra Os Mesmos, que Pedro está escrevendo, e que tem como pano de fundo a Lei da Anistia. Promulgada em 1979 pelo último presidente da ditadura militar (1964-1985), o general João Figueiredo, a Lei foi fruto de ampla mobilização da sociedade civil e de líderes da oposição, concedendo anistia “a todos quantos cometeram crimes políticos ou conexos com estes” de 1961 a 1979. Com isso, permitiu o regresso de diversos militantes que estavam exilados no exterior, mas deixou impune os crimes cometidos pelo braço repressor da ditadura. A proposta da oficina é rememorar o passado como espécie de refúgio nesses tempos de incertezas.


“Fiz um recorte para trabalhar com os participantes em exercícios práticos, em discussões e leituras de alguns textos, inclusive de um que eu estou ainda em processo de escrita, de construção, então vai ser uma oportunidade de abrir esse processo”, conta Pedro. 

Pedro Kosovski é responsável por peças premiadas como Caranguejo Overdrive, Tripas, Guanabara Canibal. A estreia encenada de “Os Mesmos” está prevista para 2021 e terá como atores Ricardo Kosovski e Guida Vianna.


O círculo Uma Dramaturgia traz dramaturgos, pesquisadores dos mais diversos temas, que são convidados a desenvolver um ateliê de criação, baseados em seus próprios conceitos e metodologias de escrita. Já participaram Silvia Gomez, Michelle Ferreira, Francisco Carlos e Dione Carlos.


Pedro Kosovski é dramaturgo, diretor teatral e professor de artes cênicas da PUC-RIO e da escola de teatro O Tablado.  Fundou, em 2005, a Aquela Cia de Teatro, núcleo de criação e pesquisa da linguagem teatral. Concentra seus esforços artísticos em uma dramaturgia que está no trânsito entre os conceitos de memória coletiva e fabulação. Suas obras foram apresentadas nos principais festivais do Brasil, em Portugal, Colômbia e, em 2021, na França.


Recebeu indicações e foi vencedor dos principais prêmios de artes cênicas do Brasil como Shell, APCA, Cesgranrio, Questão de Crítica, APTR, Aplauso Brasil, Zilka Salaberry.  Foram encenadas vinte peças de sua autoria dentre as quais a ópera contemporânea Aquilo que mais eu temia desabou sobre minha cabeça (2017), que estreou no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. As três peças que formam a Trilogia Carioca (Cara de Cavalo, Caranguejo Overdrive, Guanabara Canibal) estão publicadas pela editora Cobogó. Traduziu a obra Fiz Bem? da dramaturga francesa Pauline Salles também publicada pela mesma editora. Em 2018, o Sesc Ipiranga realizou, no projeto Dramaturgias, o Ciclo Pedro Kosovski, que apresentou três peças de seu repertório.



Sobre o CPT_SESC

Coordenado por Antunes Filho, o Centro de Pesquisa Teatral foi criado em 1982 como laboratório permanente de criações teatrais, formação de atrizes, atores, dramaturgas e dramaturgos. Ao longo das décadas, ganhou reconhecimento da crítica e de seus pares no Brasil e em outras partes do mundo como referência no fazer teatral. Passado um ano da morte do diretor, o CPT propõe expandir suas ações em busca do constante desenvolvimento que o teatro contemporâneo exige, mantendo o diálogo com o seu legado.


Em tempos de distanciamento social, a programação do CPT_SESC acontece online, ampliando o acesso ao Centro que é referência da área teatral: formou mais de mil profissionais das artes cênicas e criou dezenas de espetáculos.


A programação, disposta em cinco eixos temáticos: Formação de Atores; Criação e Experimentação; Dramaturgia; Cenografia; e Memória, Acervo e Pesquisa, reúne artistas e técnicos com diversas formações, atuantes em diferentes instâncias da produção teatral, a fim de buscar a realização de um trabalho interdisciplinar a que sempre se propôs o CPT.


Confira a programação completa em sescsp.org.br/cpt  e nas redes sociais: Instagram, Facebook, Twitter e Youtube.



SERVIÇO


Ateliê de escrita UMA DRAMATURGIA - De volta Para o Passado – essa incontrolável vontade de lembrar , com Pedro Kosovski

Inscrições: de 27 de Outubro (às 14h) a 30 de Outubro no site sescsp.org.br/cpt 

Data: 31 de Outubro a 1º de Novembro

Horário: Sábado e Domingo, das 14h às 17h

Local: Na plataforma Teams

Ingressos: gratuito

Vagas limitadas

Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 16 anos.