Núcleo Bartolomeu de Depoimentos apresenta "Hip-Hop Blues - Espólio das Águas"

Estreia acontece no Sesc Santana

Foto: Sérgio Silva


Quando a pandemia pelo novo Coronavírus começou, em 2020, o Núcleo Bartolomeu de Depoimentos iniciava as comemorações dos 20 anos de atividades continuadas. Atravessados e tocados pelas devastações e consequências causadas pela pandemia e pelo momento político crucial em que nos encontramos, o coletivo estreia agora mais uma peça, a 18ª de seu repertório, de forma presencial. A temporada de Hip-Hop Blues - Espólio das Águas acontece no Sesc Santana.

“Esse espetáculo é resultado de um processo pós-pandêmico em diálogo com a reflexão sobre os 20 anos de pesquisa continuada do Núcleo Bartolomeu. Ele foi se desconstruindo do que era inicialmente, uma narrativa única, e como um mosaico agregou depoimentos propostos à luz de tudo o que estávamos e continuamos vivendo individual e coletivamente” fala Claudia Schapira, diretora e dramaturga do espetáculo.


Foto: Sérgio Silva


Enxurrada

A ideia da peça começou a ser construída em 2020 quando a obra “Os Sete Pecados Capitais dos Pequenos Burgueses" de Bertold Brecht, serviu como uma espécie de disparador para a criação do espetáculo. Conforme o processo foi avançando, com a chegada da pandemia e os questionamentos trazidos por ela, Hip-Hop Blues - Espólio das Águas começou a tomar novos rumos. O rio Mississipi presente na obra de Brecht como percurso é transposto para os rios soterrados da cidade de São Paulo, que transbordantes em dias de chuva, trazem memórias à superfície.

“O rio nunca pára, não adianta tentar apreender o inapreensível. Nos inspiramos nos percursos dos rios de São Paulo trazendo isso para a peça, criando situações que mostram o afogamento e a necessidade constante de mergulhar para ir buscar sensações, sentimentos e trazê-los à superfície”, explica Claudia Schapira.

Partindo de depoimentos pessoais do elenco, que foram confrontados com questões contemporâneas ligadas ao eurocentrismo presente na sociedade brasileira, o Núcleo Bartolomeu entrou num intenso processo de construção-desconstrução-reconstrução, até chegar no que se verá no palco do Sesc Santana.

“A cheia veio, os rios subiram, transbordaram, desceram e deixaram como espólio memórias d'água. Essas memórias são a matéria prima com a qual fomos trabalhando entretecendo as narrativas" fala Claudia Schapira.



Foto: Sérgio Silva


Ficha Técnica

Direção: Claudia Schapira Dramaturgia: Claudia Schapira e elenco Concepção Geral: Núcleo Bartolomeu de Depoimentos Atores/Atrizes-MC’s: Cristiano Meirelles, Dani Nega, Eugênio Lima, Luaa Gabanini, Nilcéia Vicente e Roberta Estrela D’Alva Guitarra: Daniel Oliva Direção musical: Dani Nega, Eugênio Lima e RobertaEstrela D’Alva Músicas: Núcleo Bartolomeu e elenco Assistência de direção: Rafaela Penteado Cenografia: Marisa Bentivegna Criação e operação de luz: Matheus Brant Assistência de iluminação: Guilherme Soares Criação e operação de vídeo: Vic Von Poser Assistência de cenografia: César Renzi Cenotecnia: César Rezende Assistência de vídeo: Beatriz Gabriel Direção de movimento: Luaa Gabanini Técnica de spoken word e métricas: Roberta Estrela D’Alva e Dani Nega Técnica de canto blues: Andrea Drigo Técnica de sapateado: Luciana Polloni Danças urbanas: Flip Couto Participações especiais vídeo: Adeleke Adisaogun Ajiyobiojo, Aretha Sadick e Zahy Guajajara Participações especiais áudio: Matriark e Reinaldo Oliveira Pensadores-provocadores convidados: Luiz Antônio Simas, Luiz Campos Jr. e Celso Frateschi Engenharia de Som: João de Souza Neto e Clevinho Souza Intérprete Libras: Erika Mota e equipe Figurinos: Claudia Schapira Figurinista assistente e direção de cena: Isabela Lourenço Costureira: Cleuza Amaro Barbosa da Silva Direção de produção, administração geral e financeira: Mariza Dantas Direção de Produção Executiva: Victória Martinez e Jessica Rodrigues [Contorno Produções] Assistência de produção: Carolina Henriques e Helena Fraga Coordenação das redes sociais: Luiza Romão Assessoria de Imprensa e Coordenação de Comunicação: Canal Aberto – Márcia Marques, Carol Zeferino e Daniele Valério Programação Visual e Desenhos: Murilo Thaveira Fotos divulgação: Sérgio Silva

Agradecimentos

Lu Favoreto, Estúdio Nova Dança Oito, Pequeno Ato, Galpão do Folias, Lucía Soledad, Marisa Bentivegna, Colégio Santa Cruz – Raul Teixeira, Périplo Produções


HIP-HOP BLUES - ESPÓLIO DAS ÁGUAS

Temporada: De 25 de Março a 24 de Abril

Horário: Sexta e Sábado às 21h | Domingo e Feriado* às 18h

Local: Av. Luiz Dumont Villares, 579, São Paulo

Ingressos: R$ 40,00 (Inteira) | R$ 20,00 (Meia e Credencial Plena)**

Duração: 01h30

Classificação: 12 anos

Capacidade: 330 lugares



*Quinta-feira, 21/04, feriado de Tiradentes, haverá sessão, às 18h

**A venda pela Web inicia no dia 22/03 às 14h e no dia 23/03 às 17h inicia a venda presencial em toda rede Sesc. Nesse momento, de pandemia, as vendas estão sendo liberadas semanalmente, não sendo possível por enquanto comprar ingressos para as demais datas da temporada, essa orientação pode mudar ao longo desse mês, mas nesse momento estamos trabalhando a venda dessa forma.



É necessário apresentar comprovante de vacinação contra COVID-19. Crianças de 5 a 11 anos devem apresentar o comprovante evidenciando uma dose, pessoas a partir de 12 anos, das duas doses (ou dose única), além de documento com foto para ingressar nas unidades do Sesc no estado de São Paulo.