Novo espetáculo do Coletivo Impermanente aborda histórias de homofobia, assédio e aceitação

Com direção de Marcelo Varzea, projeto é coletânea cênica de mini solos também confessionais

Foto: Otto Blodorn


Reunindo 13 atores e atrizes, o espetáculo "O Que Meu Corpo Nú Te Conta?" faz duas apresentações na Oficina Cultural Oswald de Andrade, além de participar do Festival Satyrianas, em Dezembro.


Com texto e direção de Marcelo Varzea e criação do Coletivo Impermanente, o projeto é a primeira experiência fora do universo online, com uma coletânea cênica de mini solos confessionais,


Temas como homofobia, assédio sexual, etarismo, gordofobia, machismo, disforia do espelho, racismo, compulsão, hipervalorização do erotismo, entre outros, serão abordados olho no olho, com os artitas no palco nus e, num jogo de cena, a plateia será convidada a escolher de quais corpos querem ouvir a próxima história a ser contada.


Cada um tem um pequeno espaço para performar, com duração de quatro minutos cada solo, colocados em uma espécie de tabuleiro. P público escolhe em qual nicho assistirá a próxima rodada em sucessivas apresentações durante uma hora.


Foto: Otto Blodorn


Outros corpos nus se movem perifericamente, e desta forma é possível fazer o revezamento no fim de cada ciclo, alterando a perspectiva. Simultaneamente as falas se sobrepõem como numa radiografia social.


Ficha Técnica:

Texto e Direção: Marcelo Varzea

Concepção e direção: Marcelo Varzea

Direção de Movimento: Erica Rodrigues

Elenco: Conrado Costa, Daniela D’eon, Lana Rodhes, Pamella Machado, Letícia Aves, Veronica Nobile , Ellen Regina, Agmar Beirigo, John Seabra, Thiene Garrido, Ana Bahia, Flavio Pacato , Daniel Tonsig, Renan Rezende, Oscar Fabião e Vini Hidecki

Luz: Vini Hideki

Assistência de direção: Talita Tilieri

Fotos e vídeos: Otto Blodorn

Produção: Daniela D'eon e Leonardo Devitto

Assistente de produção: Leticia Alves

Design gráfico: Guilherme Trindade

Assessoria de Imprensa: Renan Rezende



O QUE MEU CORPO NÚ TE CONTA?

Temporada: Dias 06 e 07 de Dezembro

Horário: Segunda e Terça, às 20h

Local: Oficina Cultural Oswald de Andrade - Rua Três Rios 363 – Bom Retiro

Ingressos: Gratuito