Lançamento de coleções, seminários, cursos e ateliês estão na programação online do CPT_SESC


Dando continuidade à sua programação online, o Centro de Pesquisa Teatral do Sesc - SP oferece, nos próximos meses, diferentes atividades com ações em seus cinco grandes eixos orientadores - Formação de atores; Criação e experimentação; Dramaturgia; Cenografia; Memória, acervo e pesquisa.

Em outubro, acontecem duas edições dos Minicursos Laboratórios, em que são experimentados, pelo público iniciante ou não, repertórios técnicos, artísticos e tecnológicos que podem ser empregados na criação de espetáculos online e presenciais. Ainda em outubro, como parte da residência artística Vagamundos - que vai amaio de 2021, com coordenação artístico-pedagógica da diretora Maria Thaís. Em Abrindo Terreiros, primeira etapa do laboratório, os espectadores são convidados a exercitar a escuta de múltiplos saberes e conhecimentos que auxiliam a reconhecer e distinguir as ferramentas e categorias que fundam os diversos pensares que convivem no Brasil nos dias atuais.


Tiganá Santana

Desde setembro, o CPT_SESC tem disponibilizado, pelo Sesc Digital, mostras digitais do acervo de espetáculos do CPT. São imagens de figurinos, cartas, peças gráficas e outros itens que recontam a história dos espetáculos. Cada mostra é acompanhada pelo Círculo de Debates - Memória, Acervo e Pesquisa, encontros com profissionais e especialistas de diversos campos que abordam temas ligados à manutenção da memória e da pesquisa do acervo de artes cênicas. No dia 19 de outubro, segunda-feira, às 18h, haverá uma mesa de debate sobre o universo de Guimarães Rosa, autor do conto que serviu de inspiração para a peça e sobre a montagem do CPT, de (ano da montagem). Participam os atores Rui Ricardo Diaz e Regina Remencius, com apresentação e mediação de Fabrício Floro e Silva. “Um Bonde Chamado Desejo”, de Tennessee Williams, serviu de inspiração para Antunes Filho criar sua versão para o clássico da literatura. Blanche, que dá nome também à principal personagem da história, foi encenada em 2016 e propõe uma discussão entre o contemporâneo e a dramaturgia e é assunto, a partir de 16 de outubro, da atividade Decupando Espetáculos, em que artistas cocriadores tecem comentários sobre suas experiências na montagem, baseados em trechos disponíveis e selecionados na plataforma do Sesc Digital. Na edição de outubro estão os convidados Marcos de Andrade (ator), Telumi Hellen (figurinista) e Raul Teixeira (trilha sonora). Nos dias 17 e 18 de outubro, sábado e domingo, das 14h às 17h, acontece mais um ateliê de escrita da série Uma Dramaturgia. O tema será Dramaturgia pluriversal: escrevivência e oralitura e a ministrante será Dione Carlos. O encontro será pela plataforma Teams - as inscrições estarão abertas no dia 13 de outubro, no site do Sesc, vagas limitadas. Como parte integrante das atividades ligadas às artes cênicas, o Centro de Pesquisa Teatral do Sesc-SP oferece cursos livres voltados às práticas corporais, com vagas limitadas. O primeiro módulo teve a Yoga como tema. A segunda será dedicada à dança, mais especificamente ao Butoh (arte japonesa cujos movimentos são inspirados em vanguardas artísticas, o expressionismo, o surrealismo, entre outras). Poemas no Corpo (dança) acontece de 20 de outubro a 5 de novembro, e tem Emilie Sugai como professora, pela plataforma Teams. O terceiro e último módulo será sobre Performance, com Eleonora Fabião, de 17 a 26 de novembro. A cenografia e seus entrecruzamentos e especificidades são o tema do ciclo de debates Cenografia em Primeira Pessoa, em que a cenógrafa e diretora de arte Aby Cohen conversa com profissionais da área. Na agenda de outubro e novembro, ela recebe, em encontros digitais, transmitidos pelas redes do CPT_SESC, Marisa Bentivegna e André Cortez, no dia 20 de outubro; Marcos Pedroso e Marcio Medina, no dia 3 de Novembro; e  Laura Vinci e Romero de Andrade Lima, no dia 17 de novembro. No dia 22 de outubro, começam os encontros do Outra Dramaturgia – Podcasts: dramaturgias de ouvir. Ministrado pelo autor, diretor, ator, músico e roteirista Vinicius Calderoni, o curso, que mescla teoria, prática e encontro com profissionais da área, abordará suporte e ferramentas necessários para a produção de uma série dramatúrgica em formato de podcast. Os encontros serão divididos em teoria e prática, envolvendo assuntos como um panorama geral sobre o que é e como faz um podcast, fundamentos da escrita ficcional, conceito de temporada, etc. As inscrições devem ser feitas no site do Sesc entre os dias 13 a 21 de outubro (vagas limitadas). A série Diálogos e Intercâmbios, em que artistas e grupos de outros países compartilham suas experiências e modos de pensar e fazer teatro, tem mais uma edição. O encontro será dia 26 de outubro, no canal do YouTube do CPT_SESC.

Coleção “A Hora e a Vez de Augusto Matraga”

Fechando uma série de quatro módulos do Minicurso Laboratório, Bruno Kott ensina como explorar ferramentas tecnológicas e transformá-las em arte, a partir da experimentação cênica e narrativa por meio da plataforma Zoom. O curso acontece de 27 de outubro a 6 de novembro, às terças e quintas. As inscrições estarão abertas entre os dias 20 e 26 de outubro no site do Sesc. (Vagas limitadas) Entrevistas sonoras com profissionais ligados às coordenações pedagógicas de formação em teatro estarão disponíveis no podcast Aproximações Pedagógicas, pela plataforma Sesc Digital e outras plataformas de streaming. Entre os convidados estão José Fernando de Azevedo (EAD), Verônica Fabrini (ECA/USP), Lucia Romano (Unicamp Unesp), Ligia Cortez (Escola Célia Helena), Ivam Cabral (SP Escola de Teatro), Patrícia Gifford (Indac, Fundação das Artes de São Caetano, Escola Livre de Teatro de Santo André). Os áudios, com 15 minutos de duração, serão disponibilizados semanalmente, a partir de 28 de outubro e incluem leituras de textos da pedagogia do teatro em todos os tempos. Ex-integrantes que participaram de processos e pesquisas do CPT e seguiram caminhos outros que não só o dos palcos fazem parte do Outras Trajetórias, que estreia na plataforma Sesc Digital no dia 1º de novembro. Participam do minidocumentário - Outras Trajetórias Fabio Mazzoni (diretor), Thiago Brito (advogado), Marlene Fortuna (professora de comunicação e semiótica) e Justine Otondo (produtora de cinema). Em acontece o primeiro módulo do curso Sobre Dramaturgia. A ideia deste curso livre é criar um conjunto de olhares críticos sobre diversos caminhos da encenação mundial. O primeiro recorte será ministrado por Leda Maria Martins, nos dias 3, 10 e 17 de novembro, terças-feiras, e tratará de Dramaturgia Brasileira. Quatro mestres, ex-integrantes do CPT, participam da série Pílulas de Pesquisas Acadêmicas, na qual falam sobre suas teses. Seus estudos tratam justamente sobre essa formação e a pesquisa acerca do trabalho de Antunes Filho e do próprio CPT. São eles: Lee Taylor, Sabrina Greve, Michelle Boesche e César Battista. As entrevistas são em vídeo e vão ao ar quinzenalmente a partir do dia 21 de novembro na plataforma Sesc Digital.

SERVIÇO VAGAMUNDOS - UM LABORATÓRIO CÊNICO, coordenado por Maria Thais


21/10/2020 - Cosmologias e Cosmo-Percepções de cruzos, com Luiz Antonio Simas (RJ) e Sandro Guimarães Salles (PE)

22/10/2020 - Cosmologias e Cosmo-Percepções nas encruzilhadas culturais entre Candomblés, Jarês e Encantaria Amazônica, com Marlon Marcos (BA) e João de Jesus Paes Loureiro (PA)

28/10/2020 - Cosmo festas e cosmo lutas – saberes em espirais, com Leda Maria Martins (MG) e Tata Lande Onawale (BA)

29/10/2020 - Poéticas do encanto, com Tiganá Santana (BA) e Pedro Cesarino (SP)


DECUPANDO ESPETÁCULOS - Blanche, com Marcos de Andrade, Telumi Hellen e Raul Teixeira [Disponível na plataforma Sesc Digital]

16 de outubro, sexta-feira


Artistas que foram cocriadores nos espetáculos do CPT_SESC selecionaram trechos das obras disponíveis na plataforma do Sesc Digital para tecer comentários sobre suas participações nessas realizações.

Marcos de Andrade é Bacharel em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Campinas-UNICAMP. Foi ator e professor no CPT-Centro de Pesquisa Teatral coordenado por Antunes Filho, onde protagonizou: Blanche e Lamartine Babo. Também esteve em Prêt-à-Porter 10, Policarpo Quaresma, Toda Nudez Será Castigada entre outras. Ganhou o prêmio R7 de melhor ator de teatro pela montagem Karamazov, dirigida por Ruy Cortez, além de participar de séries e obras televisivas.

Raul Teixeira foi realizador das trilhas sonoras do grupo Macunaíma – CPT (Centro de Pesquisa Teatral), sob a direção de Antunes Filho, durante os últimos 20 anos e pela técnica de som de consagrados espetáculos. É diretor artístico do Teatro do Colégio Santa Cruz e foi responsável pela implantação dos recursos audiovisuais de espaços culturais, como Teatro Anhembi-Morumbi, Teatro Ópera de Ponta Grossa e de 21 CEU’s (Centro Educacional Unificado) da Prefeitura de São Paulo.

Telumi Hellen é cenógrafa e figurinista. Formada em Educação Artística pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), com pós-graduação em Processo de Criação Artística com o Desenvolvimento para a Psicologia da Arte. Integrou o Centro de Pesquisa Teatral (CPT) entre os anos de 1987 e 1997, sempre em parceria com o cenógrafo J.C. Serroni. Já realizou dezenas de figurinos para espetáculos teatrais e participou cinco vezes da Quadrienal de Praga, com projetos de figurinos para teatro publicados no livro “Vestindo os Nus”, de Rosane Muniz.



UMA DRAMATURGIA | ATELIÊ DE ESCRITA - DRAMATURGIA PLURIVERSAL: ESCREVIVÊNCIA E ORALITURA, com Dione Carlos [atividade online na plataforma Teams] - Grátis

Dias 17 e 18/outubro - sábado e domingo, às 14h

Inscrições a partir de 13/10, às 14h, em sescsp.org.br/cpt


Os encontros partem da análise de uma dramaturgia contemporânea a partir dos conceitos de escrevivência, criado pela escritora Conceição Evaristo e, oralitura, desenvolvido pela dramaturga Leda Maria Martins, além de exercícios de escrita prática com a criação, leitura e reflexão de cenas curtas.

Dione Carlos é dramaturga formada pela SP Escola de Teatro. Cursou Jornalismo na Universidade Metodista de São Paulo. Atua como dramaturga em parceria com companhias de teatro. É orientadora artística do Núcleo de Dramaturgia da Escola Livre de Santo André e dramaturga convidada do projeto espetáculo da Fábrica de Cultura da Brasilândia. Possui quinze textos encenados. Lançou seu primeiro livro em 2017: Dramaturgias do Front, com três peças. Integra as coletâneas Dramaturgia negra, Maratona de Dramaturgia, Tempos Impuros, Nenhum álbum e Negras Insurgências.

19 de outubro – segunda-feira, às 18h

CÍRCULO DE DEBATES - MEMÓRIA, ACERVO E PESQUISA - PRESERVAÇÃO DE ACERVOS TEATRAIS

Com Rui Ricardo Diaz e Regina Remencius

Apresentação e mediação: Fabrício Floro e Silva.

20 de outubro terça-feira, às 17h

CENOGRAFIA e ARQUITETURA / INFLUÊNCIAS DO PERMANENTE NO EFÊMERO com Marisa Bentivegna e André Cortez - Curadoria e Apresentação: Aby Cohen

Série de encontros para discutir as diversas possibilidades de criação, formação, metodologias e dinâmicas de processos a partir do trabalho autoral de profissionais da área e seus campos de atuação.


De 20 de outubro a 5 de novembro, Terças e Quintas-feiras, 17h às 19h [inscrições 13/10]

CURSO LIVRE - POEMAS NO CORPO (DANÇA), com Emilie Sugai

Uma sutil aproximação ao labirinto que é o butoh.  Nutrir o mundo poético no corpo performativo de atuantes.

Ingressos: R$21 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$35 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$70 (inteira).

Na plataforma Teams

Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 18 anos.


Emilie Sugai é coreógrafa, dançarina de butoh e performer. Desenvolveu uma linguagem própria e singular a partir das influências das atividades desenvolvidas em parceria com seu mestre Takao Kusuno no período de 1991 a 2001 - pesquisas relacionadas às memórias do corpo nipo-brasileiro, da ancestralidade e de colaborações com artistas da dança, teatro e cinema. Recebeu os de Dança Funarte Klauss Vianna (2006-2007), APCA de Dança de melhor  espetáculo (2008), com o Prêmio Denilto Gomes pela Cooperativa Paulista de Dança de melhor espetáculo (2013), entre outros.

De 22 de outubro a 17 de dezembro, terças e quintas, às 19h [inscrições de 13 a 21/10]

OUTRA DRAMATURGIA - PODCASTS: DRAMATURGIAS DE OUVIR [disponível na plataforma Teams]

Classificação indicativa: a partir de 16 anos

Valor: R$ 24 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$ 40 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 80 (inteira).

Somando reflexões artísticas e atividades práticas, o curso apresentará a estudantes e interessados em dramaturgia, ferramentas para o desenvolvimento de experimentações narrativas através do suporte sonoro, colaborando com a formação novos autores e ouvintes.

Vinicius Calderoni é autor, diretor, ator, músico e roteirista. Em 2020, escreveu e dirigiu o podcast Que dia é hoje? , um conjunto de crônicas do absurdo no isolamento social durante a pandemia do coronavírus com dez episódios ficcionais.

É cofundador da companhia Empório de Teatro. Escreveu e dirigiu os três espetáculos da Trilogia Placas Tectônicas. Escreveu e atuou em Os arqueólogos (2016) -  vencedor do prêmio APCA de melhor autor. Escreveu também os infantis Mas por quê?! - A história de

Elvis (2015) em parceria com Rafael Gomes, espetáculo premiado como Melhor Musical Infantil pela APCA 2015, entre outros. Na música, integra o coletivo 5 a Seco, que lançou os álbuns Ao vivo no Auditório Ibirapuera (2012, Policromo (2014), Síntese (2018) e Pausa (2019). Também lançou dois álbuns solo, Tranchã (2007) e Para abrir os paladares (2013).

De 27 de outubro a 5 de novembro - terças e quintas-feiras, às 19h [inscrições 20/10]

MINICURSO LABORATÓRIO – A CAIXA PRETA DO ZOOM, com Bruno Kott [atividade online na plataforma Teams]

Inscrições de 20/10, às 14h, em sescsp.org.br/cpt

A tecnologia digital nos trouxe uma nova relação com o tempo, e isso interfere diretamente nas nossas formas de expressão. Redes sociais, fotos, vídeos e o ao vivo frente à câmera sugerem novas narrativas. Como explorar essas ferramentas tecnológicas a ponto de transformá-las em meios de arte? A partir da experimentação cênica e narrativa por meio da ferramenta Zoom, serão discutidas as novas possibilidades híbridas que surgem no encontro de um primeiro plano cinematográfico e o simbolismo do ao vivo teatral.

Bruno Kott é ator, diretor e autor. Em 2017, lançou seu primeiro longa, El Mate, o qual dirigiu, atuou e escreveu, tendo recebido o Kikito de melhor ator coadjuvante no Festival de Gramado. Ao lado de Matheus Parizi, escreveu e dirigiu 66 episódios em três temporadas do programa de humor, híbrido de ficção e realidade No Divã do Dr. Kurtzman exibido pelo Canal Brasil. Durante a pandemia, criou e dirigiu a obra de teatro ao vivo online, Pandas Ou Era uma vez em Frankfurt, adaptação da obra do autor romeno, Matei Visniec. Atualmente prepara seu novo Longa-metragem Rosário, além de dirigir conteúdos para os canais MTV e Nickelodeon.

A partir de 28 de outubro – Plataforma Sesc Digital

Aproximações Pedagógicas -  Série quinzenal de entrevistas sonoras com profissionais ligados às coordenações pedagógicas de formação em teatro de diferentes instituições: Fernando de Azevedo (EAD), Verônica Fabrini (ECA/USP), Lucia Romano (Unicamp Unesp), Ligia Cortez (Escola Célia Helena), Ivam Cabral (SP Escola de Teatro), Patrícia Gifford (Indac, Fundação das Artes de São Caetano, Escola Livre de Teatro de Santo André)

De 3 a 17 de novembro, terças-feiras, às 11h [inscrições 27/10]

SOBRE DRAMATURGIA BRASILEIRA, com Leda Maria Martins [disponível na plataforma Teams]

Através de recortes conceituais da história da dramaturgia, o curso organiza-se em células autônomas, que podem ser fruídos independentemente. Contudo, no conjunto, o programa gradualmente percorrerá caminhos diversos da dramaturgia mundial, compondo um conjunto de olhares críticos sobre as narrativas hegemônicas. Cada curso consiste em três encontros virtuais de duas horas cada.

Valor: R$ 9 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$ 15 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 30 (inteira).

14 de novembro

XICA DA SILVA - coleções e acervos históricos do CPT_SESC

Figurinos, objetos de cena, materiais gráficos em coleção digital que apresenta o acervo do espetáculo "Xica da Silva", montado em 1988 pelo CPT/Sesc, com direção de Antunes Filho.