Jovem e premiado autor Vitor Rocha lança livros com roteiros de suas peças

Os livros terão vendas online

Foto: Andrea França


Ator, produtor, dramaturgo e roteirista, com apenas 24 anos, Vitor Rocha já foi eleito pela Forbes um Under 30 (2019), entrando para lista dos 90 jovens mais promissores e bem sucedidos do país. Escreveu e atuou nos espetáculos “Cargas D'Água - Um Musical de Bolso”, “Se Essa Lua Fosse Minha”, “O Mágico di Ó - Um Clássico em Forma de Cordel” e “Bom Dia Sem Companhia”, espetáculos que já lhe renderam mais de 20 indicações e 4 troféus em prêmios de teatro, além de montagens internacionais e uma versão cinematográfica. Vitor também criou os projetos sociais “Casusbelli" e “Pardalzinho” e fundador da Academia Jacutinguense de Letras. Dando um passo a mais em sua carreira, com o anúncio da novela que está escrevendo, em parceria com o diretor Pedro Vasconcelos. Vitor lança, ainda em fevereiro, dois livros de sua autoria, com roteiro de suas premiadas peças.


Foto: Victor Miranda


“Cargas D’Água – Um Musical de Bolso" é uma história que começa bem no meio do Brasil, mas um pouquinho para cá: no interior de Minas Gerais. Lá, um menino perde a sua venerada mãe e acaba por esquecer o seu próprio nome, pois seu padrasto, agora o único membro da família, só o trata por “moleque”. Mas tudo muda quando ele faz um amigo nada comum, um peixe, e começa a ver toda a sua história com outros olhos. Agora ele tem uma missão: levar seu amigo para ver o mar. Uma missão que seria muito fácil se ele não tivesse inventado de contornar o país por
dentro antes de sair no litoral. Em sua jornada, o moleque acaba encontrando distintos personagens que o ajudam ou atrapalham, e de alguma forma o obrigam a enfrentar os maiores medos dos homens. Entre esses personagens estão Charles e Pepita, dois artistas peculiares que ajudam o menino a dar sentido para sua jornada e consequentemente, para sua vida. A primeira montagem de “Cargas D'Água - Um Musical de Bolso” estreou em 2018 no Teatro Cia. da Revista na Barra Funda em São Paulo, sob a direção de Vitor Rocha. A temporada que, a princípio, teria apenas cinco sessões, mas se estendeu por meses graças ao sucesso de público e crítica. A singeleza da montagem, sempre destacada pelas matérias e espectadores, lhe conferiu diversas indicações a prêmios de teatro, incluindo Melhor Música e Letra Original, Melhor Roteiro Original e Melhor Musical Brasileiro. No 6º Prêmio Bibi Ferreira, o roteiro original consagrou Vitor como o primeiro autor a receber um troféu na categoria Revelação. Em 2019, a história ganhou duas montagens internacionais, sendo a primeira no Off-Off-Broadway em Nova York e a segunda no Off-West End em Londres, ambas ganharam o título “Out Of Water - A Brazilian Pocket Musical” e versão em inglês assinada por Isabela Bustamanti.


E "Se Essa Lua Fosse Minha", que fala sobre um povo saído de Terrarrosa, uma província da Espanha, que navegou pelo oceano em busca de um lugar para construir um novo amanhã. Eis que lhe é apresentada a terra de Porto Leste, uma ilha que, para a surpresa de todos, já era habitada por um outro povo. A diferença de crenças e culturas faz com que uma divisão se torne indispensável e uma linha é riscada no chão a fim de evitar a guerra. De um lado fica a destemida Leila e do outro o rebelde Iago. Mas quem é que faria um coração respeitar uma linha riscada no chão? A lua escuta mais versos de amor do que os próprios amantes. Enquanto isso, da Espanha vem Belisa, predestinada a se casar com ele, da terra vem a flor do alecrim, talvez a solução para ela. O lencinho branco cai no chão. O anel que era de vidro e se quebra. Os pés virados para trás. Um canto que atrai os homens. Pirulito que tanto bate. Uma história que às vezes rima, às vezes ensina e às vezes faz os dois ao mesmo tempo… São dois coelhos numa cajadada só! A primeira montagem de “Se Essa Lua Fosse Minha” estreou em 2019 no teatro do Núcleo Experimental na Barra Funda em São Paulo, sob a direção de Victoria Ariante. Sucesso de público e tratada pela crítica como “o musical que conquistou São Paulo”, a montagem recebeu diversas indicações a prêmios de teatro, incluindo Melhor Roteiro Original e Melhor Musical Brasileiro. Pelas letras e músicas originais, Elton Towersey e Vitor Rocha receberam o Prêmio Bibi Ferreira em sua 7ª edição.

Os primeiros livros a chegarem pela Born Books serão “Cargas D’Água – Um Musical de Bolso” e “Se Essa Lua Fosse Minha” e em breve “O Mágico di Ó, Um Clássico em Forma de Cordel” estará disponível em sua versão literária infantil pela Panda Books.

Os livros já estão à venda pelos maiores sites como Amazon, Mercado Livre, Livraria Book 2, Submarino, ShopTime e Americanas.