"Horror Lavanda" propõe discussão sobre a opinião pública na era da hiperconexão e das redes sociais

Com direção de Gustavo Trestini, espetáculo "Horror Lavanda" estreia na Oficina Cultural Oswald de Andrade


Foto: L.P. Daniel


O julgamento de um homem acusado de assassinar brutalmente uma criança é o ponto de partida do espetáculo "Horror Lavanda", com direção de Gustavo Trestini e dramaturgia de Rui Xavier, em diálogo com o ator Munir Kanaan. A peça tem sua temporada de estreia na Oficina Cultural Oswald de Andrade, e, depois segue para o espaço O Andar.


Na trama, um advogado precisa decidir se aceitará um caso com potencial de mudar a sua vida, sem ter a certeza da inocência de seu cliente. Trata-se de um poderoso industrial acusado do assassinato atroz de uma criança. Preso entre a oportunidade na carreira e o dilema moral que se infiltra em sua consciência na forma de uma dúvida inquietante, o protagonista tem um encontro definitivo com a monstruosidade humana, e, portanto, com a sua própria.


Foto: L.P. Daniel


Na hiperconexão do mundo contemporâneo, os julgamentos se formam quase instantaneamente, e a opinião pública na internet é, sozinha, o juiz, o júri, e, com frequência, o carrasco. Ao público, cabe decidir: esse homem tem sua parcela de culpa, ou sua tragédia é somente um azar? Como nos comportamos, cada um de nós, na histeria dos julgamentos digitais? Como tomar uma decisão, quando fazer a coisa certa pode custar a sua vida ou a de outra pessoa?


Após trazer à cena, em Hotel Mariana, o testemunho humano direto de uma das mais importantes tragédias da história recente brasileira, Munir Kanaan continua refletindo sobre o tempo presente com sua nova criação, o espetáculo solo "Horror Lavanda", escrito pelo dramaturgo Rui Xavier a partir de um processo de “dramaturgia comentada”, ou seja, um processo de escrita estimulada por discussões, leituras e releituras junto ao ator/criador.


Foto: L.P. Daniel


A partir de temas de extrema relevância da atualidade, como a força das redes sociais, das fake-news e da opinião pública nos linchamentos morais, foi desenvolvida uma densa história de suspense que reflete sobre os aspectos mais sombrios da natureza humana, e de como eles interagem com a nossa sociedade em particular.


Ficha Técnica

Idealização e direção de produção: Munir Kanaan

Elenco: Munir Kanaan

Dramaturgia: Rui Xavier

Direção: Gustavo Trestini

Arquitetura cênica: Eric Lenate

Desenho de luz: Rodrigo Caetano

Trilha sonora e vídeo: L.P. Daniel

Figurino: Carol Reissman

Operação de som: May Manão

Operação de luz: Alexandre Gonzalez

Técnico e operador de vídeo mapping: VJ. Alexandre Gonzalez

Realização: Gengibre Multimídia e Vasta Cia de Teatro


HORROR LAVANDA

Classificação: 14 anos

Duração: 55 minutos


Temporada Oficina Cultural Oswald de Andrade

Data: De 14 de Setembro a 08 de Outubro

Horário: De Quarta a Sexta, às 20h | Sábados e feriados, às 18h

Local: Rua Três Rios, 363 - Bom Retiro

Ingressos: Gratuito | Distribuídos uma hora antes do espetáculo

Capacidade: 40 lugares


Temporada O Andar

Data: De 15 de Outubro a 06 de Novembro

Horário: Sábados, às 20h | Domingos, às 18h

Local: Rua Dr. Gabriel dos Santos, 30 - 2ºAndar, Santa Cecília

Ingressos: R$ 10,00

Capacidade: 50 lugares