Grupo Pandora de Teatro promove oficina gratuita sobre o Teatro do Absurdo na América Latina

Oficina acontece na Ocupação Artística Canhoba, em Perus, e participantes receberão uma ajuda de custo.

Foto: Divulgação


Estão abertas as inscrições para aOficina de Teatro: Poéticas do absurdo latino-americanas”, que será realizada pelo Grupo Pandora de Teatro, que há 18 anos realiza um trabalho de pesquisa e criação teatral no bairro de Perus, Zona Noroeste de São Paulo.

Destinada a integrantes de coletivos artísticos, estudantes, pesquisadores e interessados no fazer teatral acima de 14 anos, a oficina propõe refletir sobre como o Teatro do Absurdo se ressignificou na América Latina em conjunção com a realidade sócio-política e a repressão ditatorial, envolvendo em sua realização estudos teóricos e experimentações cênicas.

Com duração de 04 (quatro) meses, a formação conta com a realização de 20 (vinte) encontros presenciais, de 04 horas de duração cada, somando uma carga horária total de 80 horas.

Todos os encontros serão desenvolvidos na atual sede do Grupo Pandora de Teatro, a Ocupação Artística Canhoba - Cine Teatro Pandora e os participantes receberão ajuda de custo durante toda a realização da oficina.

As vagas são limitadas e as inscrições serão realizadas por meio de formulário virtual e carta de interesse.

Os encontros formativos acontecerão semanalmente às quintas-feiras. E sempre no último sábado de cada mês, haverá um encontro voltado à difusão e intercâmbio artístico, tendo em vista a análise, discussão e compreensão estética dos trabalhos apresentados. Apresentações confirmadas do Grupo Pandora de Teatro e dos coletivos convidados A Digna Cia e Coletivo Labirinto.

Abrangendo criações teatrais do Brasil, Argentina, Chile, Cuba e Colômbia, e tendo o viés político como grande impulsionador diante dos desastres, restrições de liberdade, preconceitos, violências contra minorias e ditaduras, os participantes da oficina poderão investigar diversas formas de se pensar a convenção do absurdo, a partir do olhar de dramaturgos e dramaturgas latino-americanas.

Tendo como base de estudo obras de Griselda Gambaro, Jorge Díaz, Santiago García, Virgílio Piñera e Grace Passô, a oficina propõe investigar a reinvenção do teatro do absurdo na América Latina a partir de textos teóricos que analisam o contexto histórico, social e político de dramaturgias criadas durante repressões ditatoriais e fortes crises econômicas, evidenciando o contexto e pluralidade de cada autor e autora.

Ao longo da oficina será estimulada a experimentação cênica, utilizando as dramaturgias como instrumento de investigação e criação coletiva. O Grupo Pandora de Teatro compartilhará seus treinamentos e as pesquisas desenvolvidas por seus integrantes, visando estimular a criatividade dos participantes e a prática do fazer teatral. Os encontros serão ministrados pelos integrantes do grupo Caroline Alves, Filipe Pereira, Lucas Vitorino, Thalita Duarte e Wellington Candido.

Fundado em julho de 2004 a partir do Projeto Teatro Vocacional da Secretaria de Cultura do Município de São Paulo, o Grupo Pandora de Teatro desenvolve trabalho contínuo de pesquisa e criação em Perus, fortalecendo parcerias com polos culturais e artistas da região. Desde Fevereiro de 2016, o grupo ocupa um espaço ocioso que estava abandonado e que nunca havia cumprido função social. Propondo, ao longo de 06 anos de ocupação, a revitalização e ressignificação do mesmo, o grupo é responsável pela gestão da Ocupação Artística Canhoba – Cine Teatro Pandora.

A ação faz parte do projeto "A Poética do Absurdo – Reinvenções na América Latina" realizado com apoio da 33ª edição do Programa de ação cultural – ProAC Expresso 2021 – Ações locais / favelas e periferias produção / difusão / capacitação / eventos / manutenção de corpos artísticos (presencial e/ou on-line).


OFICINA DE TEATRO: POÉTICAS DO ABSURDO LATINO-AMERICANAS


Inscrições: Até 07 de março de 2022 | Clique aqui

Lotação: 20 vagas

Valor: Gratuito

Local: Rua Canhoba, 299 - Vila Fanton, Perus


Duração: De 17 de março a 14 de julho de 2022

Horário: Quintas-feiras das 14h às 18h + 04 encontros mensais de fruição artística, sempre no último sábado de cada mês.

Público-alvo: Integrantes de coletivos artísticos, estudantes, pesquisadores e interessados no fazer teatral acima de 14 anos. Os participantes receberão ajuda de custo (R$100,00 mensais) durante toda a realização da oficina.