Grupo LAIA do Teatro estreia "A Morte e a Donzela", de Ariel Dorfman

Ingressos já estão a venda

Foto: Divulgação


Com direção de Laerte Mello, espetáculo "A Morte e a Donzela" é a nova aposta do Grupo LAIA de Teatro, e estreia em breve no Teatro Pequeno Ato.


"A Morte e a Donzela" conta a história de Paulina, uma mulher que foi sequestrada e torturada durante a ditadura militar, e Gerardo, advogado proeminente e militante dos Direitos Humanos. O casal que, alguns anos após o fim da ditadura, ainda convive com os fantasmas da tortura, da perda, do medo. Por uma sucessão de acasos, Paulina se depara com um homem que acredita ser o mais cruel de seus torturadores dormindo em sua sala de estar.

Fotos: André Barreiros


As ações e reações das personagens a partir deste ponto levantam questionamentos profundos sobre a elasticidade dos limites éticos em situações extremas. Originalmente a história se passa no Chile, mas faz revelações profundas sobre todo e qualquer povo que esteja enxergando nuvens antidemocráticas no horizonte.


O projeto é uma realização do Grupo LAIA de Teatro em parceria com o diretor Laerte Mello.


Ficha Técnica

Grupo: LAIA do Teatro

Texto: Ariel Dorfman

Direção: Laerte Mello

Elenco: Aline Pimentel, André Barreiros e Victor Barreto

Assistente de direção: Fernanda Versolato

Produtor de som: David Bessler

Sonoplastia: Fernanda Versolato

Luz: Laerte Melo

Cenografia: Laerte Mello

Figurino: Equipe LAIA

Produção: Laerte Mello + LAIA do Teatro

Divulgação: Equipe LAIA

Projeto gráfico: Guilherme Cruz