Espetáculo sobre afetividade e relacionamentos da Cia dos Solilóquios fará apresentações em Junho

Peça retrata com sensibilidade e poesia a realidade de uma história de amor que se transforma ao longo da vida

Foto: Jean Cezar Salustiano


Em junho a Companhia dos Solilóquios fará mais uma circulação do espetáculo "Café", dessa vez, nas bibliotecas públicas da cidade de São Paulo. Serão 12 apresentações totalmente gratuitas.


Com direção e dramaturgia de Bruna Vilaça, atuações de Barroso e Weslley Nascimento, o espetáculo foi criado a partir de um poema escrito pelo dramaturgo Herácliton Caleb, e retrata de forma sensível e poética a história de um romance que se transforma ao longo da vida.


Através de uma conexão verdadeira com suas verdades e inverdades, fugindo de estereótipos e formas caricatas de se retratar a juventude, o espetáculo valoriza o jovem como protagonista de sua própria história, já que uma fatia expressiva deste público, por muito tempo, se viu pouco representada em espetáculos teatrais.


Foto: Jean Cezar Salustiano


O espetáculo traz uma encenação que transpassa o convencional teatro realista, misturando linguagens como artes plásticas, dança-teatro e musicalidades, facilitando a aproximação e a conexão entre a obra e o público.

“Neste momento em que as apresentações começam a voltar ao formato presencial, propomos um encontro afetivo. Queremos que essa história de amor e seus ritos de passagem cheguem até as pessoas levando sabor e energia, assim como um bom café”, comenta o grupo.


A obra adentra a vida de dois garotos que vivenciam uma trajetória romântica permeada somente por assuntos sobre café. Conflitos, inseguranças, paixões, fantasias, um misto de sensações que permeiam o período da juventude, retratadas com sensibilidade, cuidado e empatia.


Foto: Jean Cezar Salustiano


“Como é se perceber e perceber o outro, em meio a este grande período de transição que a juventude representa a cada um de nós?” é uma das reflexões propostas por esta montagem cuja encenação transpassa o convencional teatro realista, misturando linguagens como artes plásticas, dança-teatro e musicalidades, facilitando a aproximação e a conexão entre a obra e o público jovem.


Idealizada em 2018, a Companhia dos Solilóquios tem como proposta a montagem de obras inéditas, propagando dramaturgias exclusivamente brasileiras e de novos formatos cênicos que possuam um grande poder de comunicação com o público, partindo sempre das temáticas sociais inerentes ao tempo presente.


Foto: Jean Cezar Salustiano


A estreia de “CAFÉ” aconteceu no Centro Cultural São Paulo em 2019, onde realizou uma temporada de grande sucesso de público e mídia. E já passou por espaços emblemáticos como SP Escola de Teatro, Sesc 24 de Maio, Programa Biblioteca Viva, Centro Cultural da Diversidade, #EmCasacomSesc, Casa de Cultura Vila Guilherme - Casarão, Sesc Rio Preto, CRD - Centro de Referência da Dança da cidade de São Paulo, entre outros.


Foto: Jean Cezar Salustiano


Em 2021, o grupo estreou o espetáculo “Doa-se um sofá verde menta” no Centro Cultural da Diversidade e realizou a “Ocupação Fragmentos de Nós Dois” no Centro Cultural São Paulo voltada ao público jovem, com diversas atividades artísticas como oficina e sarau. Em tom celebrativo, a ocupação também contou com as primeiras exibições do corte atual do longa-metragem “Fragmentos de nós dois”, que leva simbolicamente para o universo do audiovisual, as histórias de amores e desamores de jovens do Brasil.


Ficha Técnica:

Direção e Dramaturgia: Bruna Vilaça | Poema: Café, de Herácliton Caleb | Elenco: Barroso Eus e Weslley Nascimento | Concepção de Cenário e Figurino: Weslley Nascimento | Execução de figurino: Luciana Albuquerque | Cenotécnico: Ivanildo Alceu | Desenho de luz: Rafael Araújo | Operação de Luz: Rafael Araújo | Trilha sonora e operação de sonoplastia: Henrique Berrocal | Produção: Jean Salustiano | Assessoria de imprensa: Luciana Gandelini | Assistente de produção: Bruna Vilaça


CAFÉ

Biblioteca Paulo Duarte

R. Arsênio Tavolieri, 45 - Jardim Oriental

Dia 02 de Junho, às 14h


Biblioteca Cassiano Ricardo

Av. Celso Garcia, 4200 - Tatuapé

Dia 03 de Junho, às 13h


Biblioteca José Paulo Paes

Largo do Rosário, 20 - Penha de França

Dia 08 de Junho, às 14h30


Biblioteca Roberto Santos

R. Cisplatina, 505 - Ipiranga

Dia 09 de Junho, às 14h


Biblioteca Sérgio Buarque de Holanda

Rua Victório Santim, 44 - Itaquera

Dia 10 de Junho, às 15h


Biblioteca Raimundo de Menezes

Av. Nordestina, 780 - Vila Americana

Dia 18 de Junho, às 14h


Biblioteca Jayme Cortez

Av. Dep. Emílio Carlos, 3641 - Limao

Dia 21 de Junho, às 14h


Biblioteca Alvares de Azevedo

Praça Joaquim José da Nova, s/n - Vila Maria

Dia 22 de Junho, às 10h


Biblioteca Alceu Amoroso Lima

Rua Henrique Schaumann, 777 - Pinheiros

Dia 25 de Junho, às 14h


Biblioteca Amadeu Amaral

R. José Clóvis de Castro, s/n - Vila da Saúde

Dia 28 de Junho, às 10h


Biblioteca Érico Veríssimo

R. Diógenes Dourado, 101 - Parada De Taipas

Dia 29 de Junho, às 10h


Biblioteca Alvaro Guerra

Av. Pedroso de Morais, 1919 - Pinheiros

Dia 30 de Junho, às 11h


Ingressos: Gratuito

Duração: 60 minutos

Classificação: 14 anos