Espetáculo "Play Beckett" chega aos palcos com direção de Mika Lins

Montagem reúne três dramatículos e uma pantomima de Samuel Beckett com estreia no Teatro Aliança Francesa

Foto: Afressco


"Play Beckett" marca a estreia de Mika Lins no universo do dramaturgo irlandês Samuel Beckett. A atriz e diretora assina a direção da montagem, que chega ao Teatro Aliança Francesa. No palco, três dramatículos e uma pantomima – Catástrofe, Improviso de Ohio, Play e Ato Sem Palavras II.


Na sala de ensaio desde janeiro os atores Simone de Lucia – idealizadora do projeto da montagem –, Diego Machado e Marcos Suchara passaram por um processo de leituras, debates e palestras sobre o universo de Beckett e os textos utilizados no espetáculo. "Play Beckett" traz à cena um grupo de artistas que retoma o trabalho após dois anos de uma pandemia, que os arrancou de suas normalidades, trouxe incertezas, solidão e luto.


Para a diretora Mika Lins, Beckett foi o autor-símbolo da segunda metade do século XX, ao retratar personagens flutuando à deriva, no torpor que se seguiu a Segunda Guerra. “Estamos, agora, saindo atordoados de uma experiência de violência e morte, e a atmosfera social nos remete a um ‘pós-guerra do século XXI’, onde tentamos entender o que sobrou de nós e como podemos continuar. Nesse espírito escolhemos os textos que nos ecoam hoje”, explica ela.


Foto: Afressco


Considerada uma das poucas peças em que o contexto político está explícito, Catástrofe apresenta um diretor autoritário que finaliza, junto a sua assistente e ao iluminador, os últimos ajustes de uma cena. A obra foi dedicada ao diretor teatral tcheco Václav Havel, que naquele momento era um prisioneiro político.


Improviso de Ohio apresenta Leitor e Ouvinte, dois homens quase idênticos, que se encontram para compartilhar uma história e atravessar um período de luto. Escrita em 1980 para comemorar o 75º aniversário de Beckett, é a peça inaugural de sua 'fase fantasma', onde as personagens em cena são acompanhadas de seus duplos espectrais. Peça curtíssima, um dramatículo, como o autor caracterizou esse tipo de texto, Improviso de Ohio foi publicada pela primeira vez no Brasil em 1996 no caderno Mais, da Folha de São Paulo, com tradução de Leyla Perrone-Moisés. E é justamente essa tradução, que Mika Lins escolheu para a sua encenação.


Já Play coloca em cena um homem, sua esposa e sua amante, dentro de suas respectivas sepulturas, de onde podemos ver apenas seus rostos. Um foco de luz determina o momento em que cada um dará sua versão sobre a história que viveram. Considerada a peça mais musical de Beckett, as vozes dos três se entrelaçam formando um coro minuciosamente elaborado. Na pantomima Ato Sem Palavras II vemos as personagens A e B sendo impelidas a uma rotina idêntica, porém performada de maneira totalmente diversa. Aberta a múltiplas interpretações, a obra tem crescido em relevância desde sua estreia em 1960.


“Com essas peças, voltamos para jogar com Beckett em uma tentativa de nos reencontrarmos pelo teatro, mais uma vez”, acredita Mika Lins.


Ficha Técnica:

Autor – Samuel Beckett. Tradutores – Leila Perrone Moises e Rubens Rusche. Direção – Mika Lins. Assistente de Direção – Luana Gouveia. Elenco – Simone de Lucia, Marcos Suchara e Diego Machado. Cenografia – Giorgia Massettani. Figurino – Joana Porto. Iluminação – Caetano Vilela. Assistente de Iluminação – Nicolas Caratori. Trilha Sonora Original – Edson Secco. Preparação Vocal – Monica Montenegro. Preparação Corporal – Diogo Granato. Visagismo – André Malonna. Designer – Marcio Freitas e Thea Severino. Assessoria de Imprensa – Nossa Senhora da Pauta. Produção – SM Arte Cultura. Direção de Produção – Selene Marinho. Produção Executiva – Marcela Horta. Assistente de Produção – Henrique Pina.


PLAY BECKETT

Temporada: De 12 de Maio a 26 de Junho

Horário: Quintas, Sextas e Sábados às 20h | Domingos às 18h

Local: Rua General Jardim, 182, Vila Buarque

Ingressos: Compre aqui

Quintas - R$ 20,00 (inteira) | R$ 10,00 (meia)

Sextas, Sábados e Domingos - R$ 60,00 (inteira) | R$ 30,00 (meia)

Duração: 60 minutos

Classificação: 14 anos.