Espetáculo de dança "Da Razão do Vermelho" se apresenta no Centro Cultural Olido

Obra é baseada no livro “Uma Vida Positiva”, de Rafael Bolacha, e trata das escolhas de vida feitas a partir do diagnóstico do HIV


Foto: Divulgação


O Centro Cultural Olido em São Paulo, apresenta o espetáculo de dança contemporânea "Da Razão do Vermelho". No palco três bailarinos/intérpretes que encaram o desafio de transformar palavras em movimentos, o espetáculo é baseado no livro “Uma Vida Positiva”, de Rafael Bolacha. A obra trata das escolhas de vida feitas a partir do diagnóstico do HIV.


O projeto foi criado em dezembro de 2010, um mês após Rafael Bolacha descobrir viver como vírus HIV. Inicialmente, o ator, produtor e apresentador, decidiu relatar em um blog a sua realidade, discutir a aceitação de limites na condição de doente crônico. A ideia era comunicar, compreender a sua realidade e ajudar outras pessoas. O projeto se transformou em livro em 2012, intitulado “Uma Vida Positiva”.


Foto: Divulgação


Em 2014, veio o desafio de transformar os textos do livro em vozes e movimentos com o espetáculo de dança contemporânea “Da Razão do Vermelho”. Colocar o corpo em cena para falar sobre anseios, cicatrizes, a aceitação de limites, a visão do outro e da sociedade com todas a suas regras. Adaptar-se, expor-se ou esconder-se, questiona o espetáculo.


O cenário foi desenvolvido pelo coreógrafo Edson Fernandes, que também é artista plástico. Segundo Rafael Bolacha, poucos objetos e alguns microfones suspensos simbolizam a comunicação, a palavra e o ato de exteriorizar o que se passa na consciência da sociedade atual. A música é concebida para quinteto de cordas e percussão e acompanha o discurso reflexivo da coreografia criada especialmente por Victor Astorga para o projeto.


Foto: Divulgação


“Levar parte da minha história para os palcos é incrível. O espetáculo está baseado no meu livro que foi escrito em um momento que ainda não tínhamos informações importantes como hoje, como é o caso do indetectável igual a intransmissível. É claro que traz algumas dores, angustias e questionamentos de relacionamento, mas ao mesmo tempo é uma oportunidade de revisitar a história, de conectar as pessoas com aquilo que elas estão vendo. O espetáculo tem essa capacidade artística de tocar a plateia. E esse é o propósito: tocar o outro e abrir o diálogo para o tema do HIV”, disse Rafael Bolacha.


O espetáculo teve sua estreia pelo Sesc Ribeirão Preto e, desde então vem se consolidando com apresentações em diferentes unidades do Sesc, Universidades como a FASE, de Petrópolis, e Columbia University, em Nova Iorque. Passou por festivais e mostras como “Plural Festival”, em Araçatuba, e “Mostra Diversa” do Teatro Sérgio Cardoso. Realizou circulação pelo Circuito Cultural Paulista em cidades do estado e curta temporada no teatro do Parque das Ruínas no Rio de Janeiro.


Foto: Divulgação


Questionamentos e debates que não terminam ao final da apresentação. Após o espetáculo o ator e escritor Rafael Bolacha irá participar de um bate-papo com o público.


Ficha Técnica

Idealizador: Rafael Bolacha

Coreografia: Edson Fernandes

Trilha Sonora: Victor Astorga

Iluminação: Rafael Petri

Elenco: Rafael Bolacha, Cintia Pimentel e Felipe Lwe

Stand-in: Maiara Roquetti

Técnico de Luz e Som: Jota Rafaelli

Produção: Bolacha Produções e Movicena Produções



DA RAZÃO DO VERMELHO

Apresentação: Dia 04 de Setembro*

Horário: Domingo, às 18h

Local: Av. São João, 473 - Centro Histórico de São Paulo

Ingresso: Gratuito


*Após a apresentação haverá um bate-papo com o ator e escritor Rafael Bolacha