Espetáculo “Autoestrada para Damasco” apresenta fábula urbana sobre relações na contemporaneidade

Grupo Pandora de Teatro se apresenta na Ocupação Artística Canhoba


Foto: Filipe Dias


“Autoestrada para Damasco” é uma fábula que se passa na cabine do pedágio de uma estrada isolada, durante uma noite de ano novo. Ao som de uma playlist composta por grandes sucessos dos anos setenta, uma atendente, durante sua jornada cansativa e tediosa de trabalho, acaba descobrindo um grande amor: um Urso - Pardo, sem dinheiro para a tarifa.


Uma peça que reflete a pesquisa do grupo acerca das vertentes do Teatro do Absurdo, experimentando a criação teatral de forma poética e imagética. A criação foi influenciada também pela obra de Strindberg, na qual tudo pode acontecer, tudo é possível e verossímil, deixando de lado o tempo e espaço para dar lugar à imaginação e ao sonho.


Foto: Filipe Dias


O Grupo Pandora de Teatro é formado por Caroline Alves, Filipe Pereira, Lucas Vitorino, Rodolfo Vetore, Thalita Duarte e Wellington Candido. Em 2022, o grupo comemora 18 anos de pesquisa continuada no bairro de Perus e 06 anos de ocupação do Cine Teatro Pandora – Ocupação Artística Canhoba, um espaço público ocioso, que estava abandonado há seis anos sem cumprir qualquer função social, que foi transformado em um importante polo cultural, aberto ao público, visando o fazer artístico como um ato social e político dentro do bairro.


Com intensa produção artística, o Grupo Pandora aborda em suas criações temáticas pertinentes à história do Bairro de Perus e do Brasil, suas injustiças sociais e suas problemáticas, através de uma invenção poética que exalta a força da teatralidade.


Foto: Filipe Dias


A ação faz parte do projeto "A Poética do Absurdo – oi Reinvenções na América Latina" realizado com apoio da 33ª edição do Programa de ação cultural – ProAC Expresso 2021 – Ações locais/favelas e periferias produção/difusão/capacitação/eventos/manutenção de corpos artísticos (presencial e/ou on-line).


Ficha técnica: Criação: Grupo Pandora de Teatro | Texto e Direção: Lucas Vitorino | Elenco: Thalita Duarte, Caroline Alves e Rodolfo Vetore | Iluminação e Sonoplastia: Lucas Vitorino | Cenografia: Thalita Duarte | Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini | Produção: Thalita Duarte e Caroline Alves


AUTOESTRADA PARA DAMASCO

Apresentação: Dia 21 de julho

Horário: Quinta, às 19h

Local: Rua Canhoba, 299 - Vila Fanton, Perus

Ingressos: Gratuito

Classificação: 12 anos

Duração: 27 minutos