"Dança nas Bordas" traz à cena diversidade da produção artística periférica

Na programação gratuita, solos, montagem interativa, espetáculo com diálogo entre o breaking e a música clássica


Foto: Os Peculiares (Varanda Beats)


Com a participação de artistas que fomentam a dança, em diversos segmentos, nas regiões periféricas de São Paulo, principalmente na região sul, o "Dança nas Bordas" chega a sua 5ª edição.


O evento acontece no Espaço Cultural CITA e no Studio de Dança Diane Sousa e traz à cena um recorte da diversidade de ações artísticas produzidas na periferia da capital paulista, além de convidados de municípios vizinhos e de outros estados do Brasil.


Idealizada pela Cia. Diversidança e com curadoria de Rodrigo Cândido, a programação totalmente gratuita conta com atividades formativas, desde rodas de conversas, exibições de videodança e a realização de oficinas, abrangendo a diversidade das linguagens em dança, além da apresentação de espetáculos de diferentes núcleos artísticos.


"Tirem os Sapatos" - Cia Diversidança | Foto: Ana Guerra


A mostra "Dança nas Bordas" começa com o lançamento da revista Trajetórias, que evidencia a produção das cinco edições do evento e traz colaborações inéditas em ensaios e relatos dos pesquisadores da dança Bárbara Santos, Gal Martins, Paloma Xavier, Raphael Poesia e Renan Marangoni.


Em seguida, a Mestra Yakekerê Joana Cavalcante, da Nação Encanto do Pina, de Recife, Pernambuco, única mulher até hoje a coordenar e apitar o batuque de uma Nação de Maracatu de baque virado, ministra oficina de maracatu.


Após a oficina acontece o cortejo do Maracatu Baque Mulher SP, que com sua apresentação propõe a reflexão sobre o empoderamento da mulher na sociedade contemporânea e sobre as suas conquistas históricas. Os participantes da oficina poderão participar do cortejo, que vai percorrer a Praça do Campo Limpo.


Thiago Croft | Foto: Rodrigo Cândido


Idealizador e curador do "Dança nas Bordas", o coreógrafo e diretor Rodrigo Cândido explica que a 5ª edição da mostra recebeu o Prêmio por Histórico de Realização em Dança – Grupos, Companhias e Corpos Estáveis, do PROAC Expresso Lei Aldir Blanc, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.


“Ainda num cenário pós pandemia, a nova edição do evento acontece com ações presenciais, mas com algumas transmissões virtuais, uma vez, que as artes em comunhão com as plataformas digitais, desenvolveram um importante papel na sociedade, durante esse período de isolamento social”, conta ele.


Confira a programação completa aqui.


Ficha Técnica:

Idealizador e Curadoria: Rodrigo Cândido | Produção Artística e Executiva: Simone Gonçalves | Recepção e Camarim: Lainx Dias | Técnico de Som: Alessandro Saldanha | Técnicos de Iluminação: Davi Damasceno e Jeniffer Mendes | Assessoria de Imprensa: Nossa Senhora da Pauta | Social Mídia: Viviane Lima | Designer Gráfico: Willian Santana (Aggelos Finikas) | Fotografia, Filmagem e Edição de Vídeo: Ana Guerra e Bárbara Santos (Coletivo Olhares de Guiné) | Apoio: Espaço Cultural CITA e Studio de Dança Diane Sousa | Realização: Cia Diversidança e Cooperativa Paulista de Dança


DANÇA NAS BORDAS

Quando: De 17 a 21 de Agosto

Ingressos: Gratuito

Locais:


Espaço Cultural CITA

Rua Aroldo de Azevedo, 20 - Jd. Bom Refugio


Praça do Campo Limpo

Rua Dr. Joviano Pacheco de Aguirre, 30 - Jd. Bom Refúgio


Studio de Dança Diane Sousa

Estrada do Campo Limpo, 3.416 - Campo Limpo