Coletivo Labirinto estreia “Experimento Sem_Título”, investigando os limites da cena expandida

Projeto realizado através do PROAC LAB EXPRESSO com recursos da Lei Aldir Blanc


Foto: Raphael B. Gomes


Desde o início da pandemia em março de 2020, o Coletivo Labirinto – que pesquisa a relação dos sujeitos com o seu panorama social através da dramaturgia latino-americana contemporânea - vem reorganizando as suas atividades, buscando adequá-las a essa nova realidade e, sobretudo, colocá-las em diálogo com o que temos vivido politicamente e emocionalmente.


Desde então, o grupo tem apostado em encontros virtuais com o público com o objetivo de tatear esse novo território e entender quais paralelos podem ser estabelecidos com o que já está construído. Assim surge o EXPERIMENTO SEM_ TÍTULO, espetáculo cênico-virtual que estreia no dia 19 de março e cumpre temporada de 06 apresentações gratuitas.


O espetáculo instaura uma ponte entre os temas, conflitos e necessidades observadas hoje e o material dramatúrgico do primeiro espetáculo de sua trajetória, SEM_ TÍTULO, do argentino Ariel Farace, que estreou em 2014.


Trata-se de um retrato sobre o confinamento e isolamento dos indivíduos nos grandes centros urbanos latinos, em relações cada vez mais midiatizadas e mediadas pelas plataformas virtuais. O espetáculo apresenta questionamentos sobre a possibilidade ou não de nos afetarmos pelo outro numa sociedade cada vez mais enclausurada em seus apartamentos e solitária em seus percursos individuais.


“Ao longo dos meses de quarentena, nos pareceu instigante olhar novamente para o nosso primeiro espetáculo, para o lugar exato em que começamos, para que pudéssemos nos (re)entender dentro de um momento tão difícil. O último ano não foi nada simples. Foi um período de privação e de sofrimento para a maior parte das pessoas. A obra de Ariel Farace fala sobre o tempo e a natureza das coisas, sobre o entendimento humano do que pode ser o afeto, o amor e a morte. E tudo isso com simplicidade. Queremos abrir diálogo com esse momento e com o público através desses pontos”, diz o diretor Wallyson Mota e avança:


Foto: Raphael B. Gomes


Não se trata de uma gravação ou de uma exibição online do espetáculo teatral original de 2014, mas de um experimento ao vivo inteiramente novo e pensado a partir das possibilidades estéticas e de construção de linguagem que o modo de vida observado nesses meses de pandemia oferece. O público estará em contato direto com o elenco, com suas memórias, com a dramaturgia do Ariel e com outras referências artísticas que têm alimentado nossos sonhos e almas para atravessarmos esse momento histórico. Queremos recuperar um estado de presença, tão vivo no teatro, para que ele nos dê fôlego, nos aqueça, nos coloque em sobrevida.”


EXPERIMENTO SEM_ TÍTULO é uma transmissão online ao vivo (realizada na plataforma Zoom) com xs atores-intérpretes do Coletivo Labirinto. Cada integrante estará isoladx em sua casa, tendo os recursos dessa plataforma e do vídeo como possibilidades para afetação, interlocução e interação com xs espectadores, fazendo desse experimento cênico online a extensão dos universos interiores de suas personagens e seus questionamentos – expressos em medo, angústia e solidão e também em beleza e encantamento – e criando janelas de afetividade a partir dessas redomas circunstanciais.


Espetáculo realizado através do PROAC LAB EXPRESSO com recursos da Lei Aldir Blanc.


SOBRE O COLETIVO LABIRINTO

Núcleo de criação cênica que investiga as relações dx sujeitx com o seu panorama social através da dramaturgia latino-americana contemporânea. Em 2014 estreia SEM_TÍTULO, do portenho Ariel Farace. O espetáculo realizou a primeira temporada no Sesc Consolação e outras três na cidade de São Paulo, além de participações por festivais de teatro do interior do Estado. Em 2017, realiza a intervenção urbana MISSÃO F. Estreou em 2019 o espetáculo ARGUMENTO CONTRA A EXISTÊNCIA DE VIDA INTELIGENTE NO CONE SUL, do uruguaio Santiago Sanguinetti, no CCSP. Essa temporada contou com a publicação da tradução e adaptação do texto realizadas pelo Coletivo para a montagem. Fez outras duas temporadas, sendo a mais recente no Teatro Cacilda Becker, integrando a Mostra Verão Sem Censura organizada pela Secretaria Municipal de Cultura. Desenvolveu o projeto 08 AÇÕES DESORGANIZADORAS DA VIDA PÚBLICA – O AFETO COMO GESTO POLÍTICO, nos Terminais Urbanos de Ônibus da cidade de São Paulo, com apoio do Proac. Atualmente desenvolve o projeto “Histórias de Nossa América”, contemplado pela 35ª. Edição do Fomento ao Teatro Para a Cidade de São Paulo.


Ficha Técnica:

Direção: Wallyson Mota

Elenco: Abel Xavier, Carol Vidotti e Emilene Gutierrez

Dramaturgia: Ariel Farace e Coletivo Labirinto

Tradução: Paloma Vidal

Música: Rafael Zenorini

Vídeos e Operação de Plataforma: Laíza Dantas

Fotos: Raphael B. Gomes

Projeto Gráfico: Alexandre Caetano – Oré Design Studio

Produção: Carol Vidotti e Wallyson Mota

Realização: Coletivo Labirinto


EXPERIMENTO SEM_TÍTULO


Temporada: Dias 19, 20 e 21 de Março, às 18h | Dias 22, 23 e 24 de Março, às 20h

Local: na plataforma Zoom.

Ingressos: Gratuito | Acesse aqui.

Classificação: 12 anos

Duração: 45 minutos