Círculo de Debates - Memória, Acervo e Pesquisa discute a encenação “Fragmentos Troianos"

As atrizes Gabriela Flores, Patricia Dinely e Sabrina Greve compartilham suas experiências no debate sobre o espetáculo.


Foto: Nilton Silva


No dia 26 de janeiro, terça-feira, às 18h, acontece um debate on-line sobre Fragmentos Troianos. Participam Gabriela Flores, Patricia Dinely e Sabrina Greve - atrizes que protagonizaram a montagem. A mediação é de Emerson Danesi, ator, diretor, produtor, professor e assistente de Antunes Filho, que também teve papel de destaque na montagem.

O evento faz parte do Círculo de Debates - Memória, Acervo e Pesquisa, realizado a cada vez que uma Coleção é lançada, e traz atores, atrizes e pesquisadores envolvidos nas montagens e profissionais de áreas correlatas às obras originais e outras teatralizações.

Fragmentos Troianos é o tema da 4ª edição das Coleções e Acervos Históricos CPT_SESC com itens do acervo CPT, disponibilizada na plataforma Sesc Digital com acesso gratuito. A peça é a primeira de um ciclo de adaptações de tragédias gregas realizada pelo CPT - junto com Medeia e Antígona. Em comum, apresentam mergulhos no universo feminino - todas com mulheres como protagonistas - e um processo de criação focado na busca do que Antunes chamou de a sonoridade trágica, uma forma de interpretar tragédias no palco. A pesquisa vocal e corporal buscou radicalizar a voz que se usa no cotidiano, conferindo à interpretação mais dramaticidade para retratar o sentimento (e o sofrimento) dos atores.


Foto: Nilton Silva


Sobre as Coleções e Acervos Históricos CPT_SESC :

As Coleções e Acervos Históricos CPT_SESC trazem ao público seleções dos figurinos e outros itens de peças encenadas pelo CPT em seus 38 anos de trajetória. Um minucioso trabalho de pesquisa possibilitou a recomposição e restauro de 150 trajes cênicos compostos por 470 itens, de 12 espetáculos: A hora e vez de Augusto Matraga, Antígona, Foi Carmen, Fragmentos Troianos, Gilgamesh, Medeia, Medeia 2, Nossa Cidade, Toda Nudez Será Castigada, Trono de Sangue, Pedra do Reino, Vereda da Salvação e Xica da Silva. Em seguida, os figurinos foram registrados pelo fotógrafo Bob Sousa, fotos essas que são hoje o fio condutor das Coleções.

A programação integra as ações do Sesc Memórias, responsável pela guarda do acervo de figurinos e demais documentos do CPT - Centro de Pesquisa Teatral.

Sobre o Sesc Memórias:

Implantado e coordenado pela Gerência de Estudos e Desenvolvimento (GEDES) do Sesc São Paulo, o Sesc Memórias foi criado, em 2006, para reunir, sistematizar e disponibilizar a documentação produzida e/ou acumulada pelo Sesc, com o propósito de preservar o seu patrimônio histórico e disseminar sua memória institucional. Assim, o processo de guarda dos materiais – tanto os de conteúdo programático quanto os vinculados à própria existência das Unidades e órgãos da Administração Central – busca contribuir para a reflexão acerca do trabalho desenvolvido pelo Sesc, nos programas Educação, Saúde, Cultura, Lazer e Assistência. Volta-se, também, à promoção de pesquisas e de produção de conhecimentos, na medida em que oferece ao público interno e externo informações qualificadas, reforçando a memória como um valor a ser cultivado.

Caracterizado como um centro de documentação, o acervo do Sesc Memórias reúne informações que dizem respeito às ações do Sesc desde a sua criação, em 13 de setembro de 1946. Em diferentes gêneros, suportes, formatos, tipos e dimensões, a relação documental compreende materiais de divulgação, imagens, produtos institucionais, projetos e relatórios de avaliação.

Foto: Nilton Silva


Serviço

FRAGMENTOS TROIANOS - Coleções e Acervos Históricos do CPT_SESC [disponível na plataforma Sesc Digital]

Figurinos, objetos de cena, materiais gráficos em coleção digital que apresenta o acervo do espetáculo “Fragmentos Troianos”, montado em 1999 pelo CPT, com direção de Antunes Filho.

Círculo de Debates - Memória, Acervo e Pesquisa – Fragmentos Troianos]

Com Gabriela Flores, Sabrina Greve e Patricia Dinely (mediação Emerson Danesi)

Dia: 26 de Janeiro

Horário: às 18h no canal do Youtube do CPT Sesc



Sobre o CPT_SESC

O Centro de Pesquisa Teatral foi criado em 1982 como laboratório permanente de criações teatrais, formação de atrizes, atores, dramaturgas e dramaturgos. Ao longo das décadas, ganhou reconhecimento da crítica e de seus pares no Brasil e em outras partes do mundo como referência no fazer teatral. Foi coordenado por Antunes Filho por 36 anos. Agora, passado um ano da morte do diretor, o CPT propõe expandir suas ações em busca do constante desenvolvimento que o teatro contemporâneo exige, mantendo o diálogo com o seu legado.

Em tempos de distanciamento social, a programação do CPT_SESC acontece on-line, ampliando o acesso ao Centro que é referência da área teatral, formou mais de mil profissionais das artes cênicas e criou dezenas de espetáculos.

A programação, disposta em cinco eixos temáticos: Formação de Atores; Criação e Experimentação; Dramaturgia; Cenografia; e Memória, Acervo e Pesquisa, reúne artistas e técnicos com diversas formações, atuantes em diferentes instâncias da produção teatral, a fim de buscar a realização de um trabalho interdisciplinar a que sempre se propôs o CPT.