Ballet Paraisópolis inicia comemoração de 10 anos com apresentações no Sesc Santo Amaro

Espetáculo traz uma remontagem do balé Paquita e uma suíte inspirada no primeiro ato de "A Bela Adormecida"


Foto: Tomas Kolisch


As comemorações de 10 anos do Ballet Paraisópolis prometem marcar 2022 com uma série de eventos. Para dar início a essa grande festa, o projeto social, que oferece aulas gratuitas para crianças e adolescentes da comunidade de Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo, sobe ao palco do Teatro do Sesc Santo Amaro com a remontagem do balé Paquita e uma suíte inspirada no primeiro ato de A Bela Adormecida.


Em cena estarão 50 alunos da instituição e as apresentações – contempladas pelo ProACPrograma de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo – marcarão o lançamento do grupo semiprofissional de dança do projeto composto por bailarinos formados pelo Ballet Paraisópolis. Fundado em 2012 por Monica Tarragó, o Ballet Paraisópolis oferece aulas gratuitas de balé e dança – contemporânea e moderna – a crianças e jovens da região, entre 8 e 18 anos de idade. O curso tem duração de nove anos e é ministrado por uma equipe composta de sete professores renomados na área de dança.


Foto: Tomas Kolisch


Para ele, a escolha de dois clássicos para as apresentações está relacionada a necessidade de os alunos manterem contato com as mais variadas obras, além da vivência de dançar um balé completo. “A partir do nosso elenco, levei em consideração o nível técnico, o perfil artístico e o número de bailarinos. Então Paquita se tornou uma boa opção, por ser uma obra bem animada, dançante e que contém muitas variações”, explica o bailarino.


Clássicos do balé


Criado na Ópera de Paris em 1846 por Joseph Mazilier e Paul Foucher, com música de Édouard Deldevez e Ludwig Minkus, Paquita é um balé em dois atos e três cenas e faz sucesso devido, principalmente, as suas alegres danças espanholas, já que se ambienta na Espanha durante a ocupação do exército de Napoleão. Os personagens principais da trama são Paquita, uma jovem cigana, e o Conde Lucien d’Hervilly, um general francês. A obra é considerada um balé-pantomima (popularizado no século XIX e apontado como modelo do balé clássico), onde os bailarinos se manifestam mediante a mímica, gestos, expressões fisionômicas e corporais.


Já A Bela Adormecida é um balé de um prólogo e três atos do compositor russo Piotr Ilitch Tchaikovski e coreografia de Marius Petipa baseado no conto de fadas do escritor francês Charles Perrault. A estreia ocorreu no Teatro Mariinski em São Petersburgo em 1890.


Foto: Tomas Kolisch


“As apresentações serão a oportunidade dos encontros em cena, extremamente importantes para o elenco. Poderemos ver antes de mais nada, a estreia de uma grande obra e suas variações. Outro aspecto relevante é a participação das crianças, que interpretarão a corte e as amigas de Aurora, na suíte de A Bela Adormecida”, adianta Weverton.


Ficha Técnica:

Direção Geral e Concepção Artística – Monica Tarragó. Remontador – Weverton Aguiar. Elenco – Alunos do Ballet Paraisópolis. Produção – Monica Tarragó Produções Artísticas LTDA -ME. Diretor Administrativo – Jorge Tarragó Papaseit. Produtor Executivo – Jorge Andreatta. Assistentes de Produção – Niedja Claudino e Priscila Pinheiro. Corpo Docente – Danielle Rodrigues, Juarez Machado, Marcio Rongetti, Monica Tarragó, Thamires Riechelmann, Weverton Aguiar e Wilson Helvécio. Figurinos – Cleuza Torres Figurinos, SD Figurinos e Madalena Machado. Fotógrafos – Fernanda Kirmayr e Marcos Alonso. Cenógrafo – Carlos Alberto Dalarmelino Júnior. Iluminador – Danilo Moura.

Patrocinadores Ouro – Rehau, Sanko-Espumas e Macron.

Patrocinadores Prata – Sankofort e Engemet.

Patrocinadores Bronze – Rede Simpatia, Dia Brasil, Vestem e Top Supply.



PAQUITA E SUÍTE DE A BELA ADORMECIDA

Apresentações: Dias 14 e 15 de Maio

Horário: Sábado, às 18h | Domingo, às 17h

Local: Rua Amador Bueno, 505 - Santo Amaro

Ingressos: Gratuito | Retirada uma hora antes de cada apresentação na bilheteria

Duração: 70 min

Classificação: Livre


Para ingressar nas unidades do Sesc no estado de São Paulo é necessário apresentar comprovante de vacinação contra Covid-19 (físico ou digital) e um documento com foto:


Maiores de 12 anos devem apresentar o comprovante contendo as duas doses ou dose única da vacina.


Crianças de 5 a 11 anos devem apresentar o comprovante evidenciando pelo menos UMA dose (conforme calendário do município).