O Espaço Cia. da Revista precisa da sua ajuda

Importante espaço teatral está prestes a encerrar suas atividades.

Cia da revista

Criado em 1997, o Espaço Cia. da Revista nasceu com a proposta de investigar o Teatro de Revista, estilo que engloba uma estrutura fragmentada, reunindo diversos gêneros em um único espetáculo, com olhar crítico e irreverente sobre seu tempo e a presença da música como importante elemento narrativo.


O espaço recebeu diversas montagens como o espetáculo “Kabarett” em 1999, “A Cor de Rosa” e “Tem Francesa no Morro” em 2002.


No ano de 2009, a Cia. recebeu a fundação de sua primeira sede, o Miniteatro, na Praça Roosevelt, estreando ali quatro de seus espetáculos que formam hoje seu repertório ativo: “Kabarett” (remontado em 2010), “Cada Qual No Seu Barril” (2011), “Carnavalha” (2011) e “Cabeça de Papelão” (2012).

Em março de 2014 reformou e passou a ocupar uma antiga funilaria no bairro dos Campos Elísios. Porém, com a crise política e o desmonte cultural, o espaço está na iminência de fechar as suas portas.


Com a intenção de permanecer e manter a arte viva, a cia. está lançando o projeto Estado de Emergência - os parceiros de ofício, companheiros e amigos vão apresentar seus espetáculos e reverter toda a bilheteria para ajudar a pagar o aluguel do teatro. São espetáculos de relevância artística.


Confira abaixo a programação:

PALHAÇOS

Dias: 08 e 09 de Maio, às 21h Direção: Gabriel Carmona Elenco: Dagoberto Feliz e Danilo Grangheia Na trama, Careta, o “palhaço da meia-noite e treze”, recebe um fã em seu camarim e em uma conversa nada amistosa, começa a destruir os sonhos e desejos de seu admirador. A montagem leva o público a uma reflexão sobre temas profundos, como o papel dos sonhos e ambições. Mesmo diante de análises complexas, o teor cômico é constantemente evidenciado durante a apresentação.

BADERNA

Dia: 16 de Maio, às 21h Direção: Roberta Estrela D’Alva Elenco: Luaa Gabanini A performance fala de despejo, do desprezo ao nome e da figura transgressora da bailarina Baderna, assim como o desprezo de nossa própria história. A narrativa perpassa o Brasil e sua mestiçagem e entre a poesia, dança, música e palavra, o espetáculo-intervenção propõe um território performático para a discussão da cidade em que vivemos.

SHOW SOLEDADE SOLO, de CIDA MOREIRA

Dia: 17 de Maio, às 21h A artista interpreta, em voz e piano, nomes como Belchior, Caetano Veloso, Chico Buarque, Milton Nascimento, Leonard Cohen, Marianne Faithfull, Tom Waits e Kurt Weill, entre outros.


Os ingressos custarão de 40 a 100 reais e estarão a venda em breve na CompreIngressos e na bilheteria do Espaço.


Precisamos da sua ajuda e, claro, sua presença!


Siga nosso Instagram e curta a nossa página no Facebook.